Azul anuncia negociação com arrendadores

A Azul anunciou hoje (11) a negociação do pagamento com seus arrendadores de aeronaves. O acordo resultará em uma economia de capital de giro de R$3,2 bilhões do início da crise até o final de 2021.

Segundo a companhia, os acordos representam mais de 98% do passivo de arrendamento e as negociações com os demais arrendadores continuam evoluindo.

“Arrendadores de aeronaves representam em torno de 80% de nossa dívida total, e portanto estes acordos são um passo importante para garantir que sairemos desta crise mais fortes e comprometidos com essas parcerias de longo prazo. Estamos orgulhos do apoio que temos recebido de nossos parceiros que, além de arrendadores, incluem também nossos tripulantes, bancos e fornecedores”, destaca Alex Malfitani, CFO da Azul. 

O acordo definiu que o cronograma de pagamento será baseado em uma estimativa conservadora de retomada da demanda. Como resultado, a Azul estima pagar R$566 milhões em aluguel de aeronaves entre abril e dezembro de 2020, uma redução de 77% comparado com os contratos originais.

Como resultado das negociações bem-sucedidas com seus parceiros, o passivo de arrendamento da companhia deverá reduzir R$3,4 bilhões entre o final de março e dezembro, totalizando R$12,5 bilhões no final do ano, um reflexo do valor presente dos contratos renegociados de acordo com o IFRS* 16. 

Por fim, os aluguéis mensais menores serão compensadas por valores ligeiramente superiores a partir de 2023, ou pela extensão de certos contratos a taxas de mercado.

*O IFRS (International Financial Reporting Standards) é uma norma contábil internacional que regulamenta arrendamentos com prazos superiores a 12 meses e/ou com valores individuais acima de US$ 5 mil. O objetivo principal da norma é gerar mais transparência em relação ao registro de ativos e passivos dos arrendamentos no Balanço Patrimonial e no Demonstrativo de Resultado (DRE).

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta