Após 28 anos, a Ponte Aérea volta ser operada por aeronaves turboélice

Durante muitos anos, o turboélice foi símbolo da Ponte Aérea, desde o 1975 até o último voo realizado pelo Lockheed L-188 Electra da VARIG prefixo PP-VJU, em janeiro de 1992, nenhum outro turboélice comercial fez as ligações entre São Paulo (CGH) e Rio de Janeiro (SDU). A emblemática aeronave, foi a marca registrada no trecho durante 17 anos, se destacando entre os concorrentes naquela época.

A operação intensa do Electra na Ponte Aérea, foi marcante e mundialmente reconhecida não apenas pela segurança dada a operação da aeronave quanto pelo seu grau de disponibilidade. A cada 17 minutos, uma aeronave decolava de umas das capitais, iniciando a rota que levaria pouco mais de cinquenta minutos.

Vinte e oito anos depois, os turboélices voltam a operar na Ponte Aérea, por conta da interdição da pista principal do aeroporto de Congonhas que passa por obras de recuperação do pavimento asfáltico. Serão iniciadas em 05 de agosto, com previsão de conclusão para 05 de setembro. A intervenção vai exigir o fechamento total da pista por um mês devido à complexidade da tecnologia a ser aplicada ao pavimento, conhecida como camada porosa de atrito.

Neste período, as operações serão através da pista auxiliar, que só poderá receber aeronaves como o ATR 72 e Caravan em voos comerciais. Conforme condicionantes estabelecidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) em conjunto com o aeroporto, empresas aéreas e DECEA, que visam a manutenção da segurança das operações durante o período de execução das obras na pista principal.

Azul

A Azul Linhas Aéreas, anunciou a operação de 17 voos diários com ATR 72-600 no período das obras, com ligações para Curitiba (CWB), Belo Horizonte (CNF), além dos voos diários da Ponte Aérea.

Confira abaixo o quadro de horários da Azul na ligação mais famosa do país.

VoePass

Nas operações em Congonhas, a Azul terá a companhia da VoePass, que anunciou voos diários com ATR 72-500/600 estreando na Ponte Aérea. As operações saindo de Congonhas em dois horários: às 08h50 e 16:00 com chegada no Santos Dumont às 10:20 e 17:30.

Na rota contrária as decolagens acontecem às 10:50 e 18:00 do Rio de Janeiro com chegada à capital paulista às 12:20 e 19:30. Já para Ribeirão Preto os voos de ida para Congonhas acontecem diariamente às 07:00 com retorno às 20:10.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta