ANAC estuda o retorno do Boeing 737 MAX

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), divulgou nesta sexta-feira (14) que está avaliando o retorno das operações do Boeing 737 MAX. O modelo que não voa no Brasil desde março do ano passado, quando a GOL interrompeu suas operações, está próximo de conseguir sua recertificação.

De acordo com a Agência, “trata-se de uma Diretriz de Aeronavegabilidade, divulgada pela Federal Aviation Administration (FAA), no último dia 3 e enviada para as autoridades que trabalham na análise do projeto. Esta medida faz parte dos estudos de validação para retorno das operações deste modelo de aeronave. O objetivo é demonstrar que o projeto com as modificações propostas é seguro e atende aos requisitos de aeronavegabilidade necessários.

Continua após a publicidade

Esse material deve ficar sob consulta por um período de 45 dias, quando a FAA publicará a regra final correspondente. O material contendo as instruções de cumprimento mandatório necessárias para o retorno seguro às operações destas aeronaves. No Brasil, a volta das operações deste tipo de modelo ainda passará por validação final da ANAC, que desde abril de 2019 faz parte do grupo de autoridades validadoras.

Participação da ANAC no processo de validação


Desde abril de 2019, quando a Boeing iniciou as atividades para certificação das modificações propostas, a ANAC vem participando de um grupo para análise destes estudos. Ao todo, cerca de vinte profissionais da Agência, dentre engenheiros(as) de diversas especialidades e pilotos, inclusive de ensaio de voo, estão envolvidos neste processo.”

O Boeing 737 MAX no Brasil

O Boeing 737 MAX, começou a voar no Brasil em fevereiro de 2018, quando a Aerolíneas Argentinas introduziu na rota de Buenos Aires para São Paulo. Em junho do mesmo ano, a GOL recebeu sua primeira unidade, colocando em rota no mês seguinte.

A companhia brasileira chegou a receber sete exemplares e foi o responsável pelo retorno das bases de Miami e Orlando em voos diretos. No total, a GOL possui cerca de 20 jatos já produzidos aguardando a recertificação.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta