LATAM não deve entrar com pedido de recuperação judicial no Brasil

Em entrevista ao Valor, Jerome Cadier, CEO da LATAM Brasil, descartou a possibilidade de entrar com pedido de recuperação judicial no Brasil. Ontem, a companhia foi incluída no processo que o Grupo LATAM tinha solicitado de Chapter 11 no Estados Unidos durante o mês passado.

Para o executivo, a abertura do mesmo processo no Brasil, além de ser mais lenta, poderá criar conflitos com o procedimento americano. Outro ponto destacado, é a possibilidade de acelerar o empréstimo previsto pelo BNDES às companhias aéreas.

Continua após a publicidade

“A gente acredita que o processo de Chapter 11 na justiça americana já vai levar em consideração a melhor saída para a LATAM e para os seus credores. É um processo super testado e conhecido, já usado por empresas americanas e internacionais. É o melhor processo para renegociar dívidas do passado e manter a operação viável para frente”.

O CEO também apontou que pelo fato da divisão brasileira não ser mais listada na Ibovespa, dificultou o entendimento do governo brasileiro. Com a fusão no passado entre LAN e TAM, o grupo retirou suas ações da bolsa brasileira, concentrando apenas na de Santiago do Chile e Nova York.

“A gente imaginava que a ajuda do BNDES viria em junho ou na primeira semana de julho. Isso não se materializou. Com a inclusão no processo da LATAM nos Estados Unidos, a gente passa a ter acesso às mesmas fontes de financiamento da operação global”.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta