Icelandair demite todos os comissários

Últimos posts por Raphael Magalhães (exibir todos)

Com a pandemia, muitas companhias aéreas ficaram com o fluxo de caixa prejudicado com a redução substancial da demanda aérea de passageiros, o que fez com que cortes, tanto de aeronaves quanto de pessoal, fossem necessários para a sobrevivência das mesmas.

As negociações dessas empresas com os respectivos governos, além de acordos trabalhistas com os seus funcionários, tanto de solo quanto tripulantes, são ferramentas vitais para que haja uma reestruturação das empresas.

Nesse sentido, a Icelandair, companhia aérea da Islândia com sede em Reykjavík (RKV), teve severas dificuldades para entrar em negociação com o sindicato dos comissários de bordo (FFI). Várias tentativas de acordo foram realizadas, até que no dia 08/07, a empresa afirmou que “se tornou evidente que uma conclusão mútua não seria alcançada”.

Em consequência disso, segundo a empresa, a falta de um acordo acarretará na demissão de todos os comissários de bordo da empresa, que já opera uma malha reduzida devido à pandemia, e nos poucos voos realizados a partir do dia 20/07, os pilotos serão responsáveis também pela segurança na cabine de passageiros.

A medida será em caráter temporário, até que a empresa se reorganize e possa encontrar novos comissários associados à um sindicato diferente, disposto à negociar com a Icelandair.

“A Icelandair instruirá seus pilotos a assumirem a responsabilidade pela segurança a bordo, mas os serviços continuarão em nível mínimo, como desde o início do impacto da pandemia.”, disse a empresa em comunicado.

Por outro lado, o sindicato dos comissários de bordo da Icelandair rebateu as medidas tomadas pela companhia aérea:

“A decisão da Icelandair coloca a FFI na posição de iniciar os preparativos para uma ação de greve imediata e extensa. A FFI é membro da Confederação Islandesa do Trabalho e de um sindicato internacional e tem total apoio para suas ações. A força da solidariedade será usada com força total”, comunicou o Sindicato.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta