IAG Group receberá injeção de capital da Qatar Airways

Últimos posts por Calebe Murilo (exibir todos)

O International Airlines Group (IAG), que é dono das companhias Aer Lingus, British Airways, Iberia e Vueling revelou um prejuízo operacional recorde de quase 1,4 bilhão de euros (US $ 1,7 bilhão) no primeiro semestre do ano de 2020.

O grupo também sofreu uma perda de 2,2 bilhões de euros (US $ 2,6 bilhões) relacionada a aposentadoria antecipada dos Boeings 747 da British Airways e dos Airbus A340 da Iberia, somando quase 4 bilhões de euros em prejuízos.

De acordo com um pronunciamento feito nesta sexta-feira, 31, pelo International Airlines Group, a Qatar Airways, acionista majoritário que já detém 25,1% do IAG confirmou seu apoio ao aumento de capital proposto. É planejado arrecadar até 2,75 bilhões de euros (US $ 3,3 bilhões) pelos acionistas, dos quais 688 milhões de euros (US $ 817 milhões) em novos fundos virão da Qatar.

Nossa indústria está enfrentando uma crise sem precedentes e as perspectivas permanecem incertas. No entanto, acreditamos firmemente que agora é a hora de olhar para o futuro e fortalecer a posição financeira e estratégica do IAG.

Disse o CEO do IAG, Willie Walsh, por meio de um comunicado.

As ações do International Airlines Group registraram queda de mais de 7% em Londres nesta sexta-feira. A dívida líquida do IAG aumentou 38% no ano passado, chegando a quase quase 10,5 bilhões de euros (US $ 12,5 bilhões).

Devido a recessão do mercado e queda na demanda por voos causada pela pandemia, as companhias buscam aportes para tentar se reerguer de forma gradual.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta