Eastern Airlines recebe Boeing 777 com nova pintura e quer voltar a operar voos regulares

Foto: Eastern Airlines ©

Em meio a atual pandemia, enquanto outras companhias aéreas estão diminuindo seus efetivos e frota, a Eastern Airlines deu um passo a frente incorporando um Boeing 777-200 de matrícula N771KW, conforme noticiamos no mês passado. A aeronave estava desde 2017 estocada em Victorville, Califórnia.

Inicialmente, a Eastern pretende utilizar o 777 em rotas partindo de Nova York para dois destinos na América do Sul: Guayaquil, no Equador, e Georgetown, capital da Guiana. Também será utilizado em rotas dentro dos Estados Unidos, como Nova York – San Diego e Nova York – Anchorage.

A aeronave está configurada para 406 passageiros, seguindo a mesma configuração da flyGlobal Charters, companhia aérea malaia que por último operou o Triple Seven.

Voos regulares

Foto: Eastern Airlines ©

A atual Eastern Airlines deve voltar ao mercado aéreo regular em breve. De acordo com o que citamos acima, a companhia aérea pretende operar voos entre Nova York (JFK) e San Diego (SAN), na Califórnia, além de Guayaquil, no Equador, e Georgetown, capital da Guiana.

A solicitação já foi encaminhada para o Departamento de Transportes dos Estados Unidos, o DoT. Atualmente a Eastern Airlines opera apenas voos fretados e para o governo dos EUA, entretanto não é a primeira vez que a tenta alçar voos regulares novamente.

A nova Eastern Airlines

A nova Eastern é o resultado da fusão da marca adquirida pela SwiftAir e sua filial Dynamic, que absorveu sua frota de oito Boeing 767. A companhia também operou por um período com alguns Boeing 737, porém foram transferidos para a SwiftAir, atual iAero.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!