Delta considera cortar parte do salário de seus pilotos

A grande maioria das companhias aéreas ao redor do mundo têm vivenciado um cenário nunca antes visto em função da crise causada pela atual pandemia.

Nesse sentido, a Delta avalia reduzir seu quadro de funcionários como forma de conter gastos durante o período de pandemia. A companhia também considera reduzir o salário de seus tripulantes, tendo realizado uma consulta com seus funcionários a respeito do assunto.

Numa reportagem recente, a emissora de televisão norte-americana CNBC chegou a dizer que a Delta propôs um corte de 15% do salário para os pilotos. Caso aceitem, a empresa espera evitar que aconteçam mais adesões às licenças. Por outro lado, a Associação de Pilotos da Delta se mostrou contrária ao corte e disse que a proposta nem será considerada por seus profissionais.

Outra medida que a companhia norte-americana adotou e que já destacamos aqui no Contato Radar é acelerar a aposentadoria de alguns modelos de sua frota.

No mês de maio, os MD-88 e MD-90 foram aposentados e até o final do ano, a Delta não contará mais com seus Boeing 737-700 e seus Triple Seven. Além disso, sua frota de Boeing 717-200 será reduzida em quase 70%.

Sem voar para o Brasil desde março, a companhia anunciou neste mês as datas de retorno ao país. Em agosto, São Paulo (GRU) e Rio de Janeiro (GIG) receberão novamente os voos de Atlanta (ATL). Logo depois, no mês seguinte, a Delta retomará os voos entre Nova York (JFK) e GRU.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta