Azul anuncia venda da sua participação na TAP

Conforme foi adiantado pelo Contato Radar ontem (02), o governo português estará assumindo o controle da TAP Portugal. Para o procedimento ser possível, foi necessário um acordo com a Azul. A brasileira, teria que abrir mão dos direitos da conversão de participação acionária devido ao empréstimo realizado para a TAP no passado.

“Como muitas outras companhias aéreas em todo o mundo, a TAP foi severamente impactada pela crise da pandemia. Com a ajuda fornecida pelo governo português, seremos capazes de garantir a continuação da TAP, e também manter a integridade de nosso investimento”, disse John Rodgerson, CEO da Azul. 

A Azul possuía 6% de participação indireta na parceira TAP, avaliados em R$65 milhões. Segundo a Azul, “todas as demais condições contratuais dos bônus seniores serão mantidas, incluindo o status de credor sênior, taxa de juro anual de 7,5% e o direito à constituição das garantias previstas nos respetivos termos e condições, como o programa de fidelidade da TAP. O valor de face mais juros acumulados do título é de aproximadamente R$680 milhões. A transação permanece sujeita às aprovações corporativas exigidas pela Azul, inclusive dos acionistas em assembleia geral extraordinária.”

Com o acordo, a TAP passará a ter cerca de 70% das ações com o governo do país, 25% com a Atlantic Gateway e outros 5% para seus respectivos trabalhadores. David Neeleman, que era sócio junto com Humberto Pedrosa na Atlantic Gateway, terá sua parte adquirida na sociedade, tendo apenas Pedreira na liderança da participação privada da TAP.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!