Após denúncias de licenças falsas de pilotos, PIA é banida do espaço aéreo dos EUA

Após um acidente em maio e denúncias de falsas licenças de pilotos, a Pakistan International Airlines (PIA) foi proibida de voar e operar em países da União Européia, conforme noticiado pelo Contato Radar no último dia 30 de junho.

Aderindo a decisão tomada pela Agência de Segurança Aérea da União Européia (EASA), as autoridades americanas proibiram a companhia de realizar voos para os Estados Unidos por um período de 6 meses. A principal causa da decisão é o escândalo pelas denúncias de liçencas falsas de pilotos.

Continua após a publicidade

A medida na União Européia entrou em vigor no último dia 1º de julho de 2020. A Pakistan International Airlines tem o direito de recorrer a decisão, com isso, a administração da companhia já está em contato com a Agência Européia para tentar reverter a situação.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

One thought on “Após denúncias de licenças falsas de pilotos, PIA é banida do espaço aéreo dos EUA

Deixe uma resposta