Alterações na frota da LATAM Brasil

Desde o início da pandemia no Brasil, cerca de três meses atrás, o mercado de aviação passou por diversas mudanças. Com a entrada do Grupo LATAM ao Chapter 11, a princípio, a divisão brasileira ficaria de fora do procedimento americano. Por fim, a companhia aderiu ao Chapter 11 e começou a realizar mudanças em sua frota.

Mesmo sem participar do Chapter 11 anteriormente, a LATAM Brasil foi afetada com as renegociações da matriz chilena. Isso porque diversas aeronaves estavam atreladas com a LATAM Chile como lessor principal, tendo a divisão brasileira como sublessor.

Continua após a publicidade

Devido ao atual cenário da aviação global, as atuais renegociações com os bancos estão mais facilitadas para aeronaves widebody. O que está permitindo a LATAM Brasil ter sucesso com as atuais aeronaves de sua frota. Até o momento, somente dois Airbus A350-900 estão na linha de corte da frota, sendo que um deles já deixou o Brasil, o PR-XTB.

Aeronaves que já saíram e próximas devoluções

A LATAM Brasil já devolveu três aeronaves como parte do processo de Chapter 11. Foram três Airbus A320, matrículas PR-MAZ, PR-MBR e PR-MBQ, e o A350 matrícula PR-XTB.

Os próximos a deixaram a frota até o final de julho serão:

A320 – PR-MBS e PR-MBZ
A321 – PT-XPJ e PT-XPQ

Outros A320 A321 poderão deixar a frota, assim como os mencionados acima. Estavam previstos anteriormente, o PT-XPL e PT-XPM, porém ainda não deixaram o Brasil.

Quanto ao primeiro A350 das Américas, PR-XTA, seu voo de devolução só deverá acontecer na segunda semana de agosto.

Aeronaves que retornaram para a LATAM Brasil

Conforme o Contato Radar publicou em primeira mão na época, a Qatar Airways resolveu quebrar o contrato do empréstimo de cinco Airbus A350-900 que pertencem à LATAM Brasil.

Estas aeronaves estão estocadas em Confins (CNF) desde o final de maio quando chegaram ao Brasil. Das cinco, quatro já estão sob comando da LATAM, tendo apenas o A7-AMA (PR-XTG) ainda não transferido, e encontra-se com o prefixo árabe até hoje. Todos esses A350 ficarão na frota, porém estocados até que sejam necessários a adição na malha da companhia.

A SalamAir que possuía três A320 da LATAM, também quebrou o contrato e devolveu os jatos para a brasileira. Apenas um A320, matrícula PR-MHI já está nacionalizado e deve deixar CNF ainda nesta sexta-feira (17) com destino São Carlos (QSC).

Por lá, deverá receber reforma total, como instalação do novo interior, mudança da configuração para 180 assentos, além da pintura. Assim como o PR-MHI, os outros dois A320, PR-MHE e PR-MHJ, deverão receber os mesmos cuidados e serem reintegrados à frota posteriormente.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta