Airbus registra segundo mês sem vendas

Últimos posts por Raphael Magalhães (exibir todos)

A pandemia afetou severamente o mercado da aviação. Companhias aéreas estocaram aeronaves em aeroportos pelo mundo, demitiram funcionários e postergaram o recebimento de novas aeronaves, enquanto aguardam a recuperação da demanda para voar plenamente.

Com isso, o “excesso” de aeronaves no mercado fez com que a demanda por novas unidades também fosse prejudicada. A Airbus, uma das principais fabricantes mundiais, registrou o segundo mês consecutiva sem novas encomendas de aeronaves.

A última nova encomenda recebida pela Airbus foi no dia primeiro de Abril, quando a Avolon adicionou oito Airbus A320neo e um A321neo ao seu pedido original.

Apesar do resultado nos últimos meses, em Junho a fabricante francesa voltou a acelerar o ritmo de entrega das novas aeronaves, quando comparados aos meses de Abril e Maio.

Ao todo, 36 aeronaves foram entregues durante o sexto mês do ano, um considerável aumento frente às 14 unidades entregues em Abril e 24 em Maio, durante o período mais intenso da pandemia na Europa.

Das 36 aeronaves entregas deste mês, 31 unidades foram dos modelos da família do A320neo, quatro A350, sendo dois para a Iberia ,uma para a SAS e uma unidade para a Air France, e por fim, um único A220-300 para a Air Canada.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!