Por dentro do avião que o capitão é o Rei da Holanda

Foto: Airliners/Patrick Simon

Não é figura de linguagem: O Boeing BBJ foi retirado recentemente da frota da Real Holandesa KLM, onde o Rei da Holanda Willem-Alexander costuma voar em seu tempo livre como primeiro-oficial. Para isso, detém as licenças necessárias tanto para este Boeing 737, quanto para o Fokker 70 que pilotava antes, como revelou a CNN.

Não é para menos que possa desfrutar destes benefícios com o avião oficial da monarquia holandesa, que atende tanto à familia real quanto o primeiro ministro holandês.

Foto: Airliners/ Stefan Sygow

O Boeing Business Jet pode atingir tempos de voo de até 12h, sendo mais leve que a versão comercial e podendo contar com tanques extra. Potencialmente sendo capaz de levá-los a praticamente qualquer lugar do mundo com apenas uma parada.

Veja a galeria de seu inteiror

Antes de estrear o belíssimo Boeing, o rei holandês utilizava, muitas vezes também como piloto, o Fokker 70, que também pertenceu à frota da KLM.

Quem desenhou o interior foi Altea’s Robin Dunlop, com a Fokker Techniek encarregada de executar o serviço. Foi entregue ano passado quando o interior da KLM foi removido para dar lugar aos luxuosos espaços da família real, governantes e seus convidados.

Exemplar era o Fokker 70 que fazia as viagens reais.
Willem costuma comandar voos curtos dentro da Europa
Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta