LATAM retoma voos de passageiros no Equador

A LATAM Ecuador retomou oficialmente as operações comerciais de passageiros, após a restrição de operações no país devido à emergência sanitária. As primeiras operações correspondem às rotas entre Quito-Guayaquil, com quatro frequências semanais; e Quito(UIO) Cuenca(CUE), com três frequências semanais. Todos eles, sob rigorosos protocolos de segurança e higiene para seus passageiros e tripulação.

Da mesma forma, a subsidiária equatoriana oferece a seus clientes uma nova experiência digital, com uma compra mais simples e intuitiva, através do site www.latamairlines.com/ecuador.

A LATAM fortaleceu seus protocolos de segurança e higiene; tudo isso, de acordo com as recomendações das organizações internacionais referentes ao assunto, como a Organização Mundial de Saúde (OMS) e a Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA), e de acordo com as disposições das autoridades de saúde dos países onde opera.

É assim que várias medidas especiais foram implementadas nessa nova forma de voar, incluindo: uso obrigatório de máscaras por passageiros e tripulação, medidas de distanciamento antes e depois do embarque, álcool em gel disponível na aeronave, interação reduzida entre tripulação e passageiros, além de desinfecção de áreas de contato (alças, apoios para as mãos e banheiros) em todas as fases da viagem.

Dentro desse “sistema de proteção”, destacam-se os filtros HEPA de bordo, garantindo a captura de 99,9% de partículas, germes e vírus em um processo de filtragem de ar de circulação vertical que é realizado a cada três minutos.

Até 31 de julho de 2020, os passageiros podem reagendar voluntariamente seus bilhetes no latam.com antes da partida do voo. A primeira alteração será sem penalidade ou diferença de tarifa (mesmo destino, sujeito à disponibilidade da cabine e validade do bilhete) podendo modificar o destino pagando a diferença de tarifa, se existir.

Se o passageiro não tiver certeza da data em que deseja viajar, poderá deixar o bilhete aberto por 12 meses, desde que notifique a companhia aérea pelo site, com pelo menos 7 dias de antecedência.

No caso de um voo ser cancelado ou reagendado, os passageiros podem reagendar seus bilhetes sem diferença de penalidade ou tarifa (sujeito à disponibilidade da cabine, mesmo destino e validade do bilhete). 

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta