LATAM receberá aporte de seus principais acionistas

Últimos posts por Raphael Magalhães (exibir todos)

Hoje (30), o Grupo LATAM formalizou em Nova York, onde foi feito o pedido de proteção à falência mediante o “Chapter 11” nos Estados Unidos no último dia 26 de Maio, o aporte de cerca de 900 milhões de dólares que será realizado pelos seus acionistas majoritários: Família Amaro, Família Cueto e Qatar Airways.

Além desse aporte, segundo o comunicado da empresa, outros 1,1 bilhão de dólares seriam considerados através de outras fontes de financiamento para manter as operações da empresa e o seu plano de recuperação pós-pandemia.

Caso o plano seja aceito pelo tribunal americano, ainda existe a possibilidade dos acionistas não majoritários realizarem um outro aporte da ordem de 250 milhões de dólares, para embasar financeiramente a reorganização do grupo, e permitir que isso aconteça por meios próprios e sem a ajuda governamental em nenhuma das suas filiais, incluindo o Brasil.

“Considerando que até agora as empresas do grupo que fazem parte da reorganização não tinham acesso ao apoio estatal, ao contrário do que aconteceu em grande parte do mundo, o compromisso de dois dos principais acionistas foi fundamental para dar continuidade operacional e acessar outras fontes de financiamento” disse Roberto Alvo, CEO do Grupo Latam.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!