JetBlue realiza primeira demissão em massa na sua história

Diante do atual cenário de pandemia, a companhia aérea fundada por David Neeleman poderá realizar a primeira demissão de funcionários na sua história. Este é um mal necessário para a companhia, que tem planos de reduzir ainda mais seus custos nos próximos meses.

O plano envolve o que a companhia aérea está chamando de ‘modelo completo de parceiro de negócios’, o que significa que alguns funcionários serão demitidos e em seguida substituídos por serviços terceirizados.

Continua após a publicidade

Cerca de 300 trabalhadores podem estar sujeitos ao plano, porém é provável que nem todos tenham que sair de fato da companhia aérea, sendo admitidos de forma terceirizada.

O impacto contínuo da pandemia em nosso setor não nos deixou outra opção, a não ser procurar novas maneiras de administrar nossa companhia aérea. Essa decisão não reflete o nível de trabalho de nossos tripulantes nas cidades que vivem a cultura JetBlue todos os dias e oferecem a experiência da JetBlue que nossos clientes adoram.

Mike Parkinson, vice-presidente de aeroportos da JetBlue

A terceirização de operações de solo é uma prática muito comum, principalmente em aeroportos menores, com serviços menos frequentes, pois pode uma maneira mais barata do que ter funcionários próprios executando as respectivas funções.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta