Investidores da LATAM buscam empréstimo de 1,5 bilhão

Para tentar mitigar os problemas que o grupo enfrenta, investidores da LATAM Airlines estão buscando um empréstimo no valor de 1,5 bilhão de dólares. O valor seria agregado ao montante que será repassado pela Qatar, pelo Grupo Cueto e pela Delta, esta última que aceitou pagar 62 milhões de dólares de multa por declinar a compra de 4 Airbus A350 que por ora pertencem a LATAM Brasil.

No mês passado, a LATAM entrou com um pedido de recuperação judicial e informou uma dívida de 18 bilhões de dólares. Apesar do pedido não envolver a LATAM Brasil, Argentina e Paraguai, os efeitos já estão sendo sentidos nestas três filiais. No Brasil, a companhia se prepara para iniciar o processo de devolução de 13 aeronaves Airbus, entre elas o primeiro A350 das Américas, recebido pela TAM em 2015 e a renegociação de 91 aeronaves.

Na última quarta-feira, o Grupo LATAM e a Delta entregaram para o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (CADE) o acordo preliminar de joint venture entre as duas companhias. No ano passado, a Delta realizou a negociação de parte da LATAM, deixando a participação da GOL para trás.

Jereme Cadier, CEO da LATAM Brasil, comentou sobre: “O processo representa um primeiro passo para a aprovação do contrato que foi assinado recentemente. Uma vez obtidas as autorizações necessárias, a Delta e a LATAM conectarão suas rotas entre as Américas do Norte e do Sul”. O executivo ainda destacou que a aliança permitirá que a companhia se torne uma empresa mais saudável, mais ágil e competitiva.

Por fim, a situação da filial argentina também não é das melhores. Como destacado acima, apesar de não fazer parte do processo de recuperação, a companhia tem tido péssimos resultados financeiros. Em 2018, perdeu 132 milhões de dólares e em 2019 perdeu mais 133,4 milhões. Para 2020, antes da pandemia, a companhia aérea esperava ter mais um ano de perdas. Na Argentina, todos os voos comerciais ainda estão suspensos até o dia 1º de setembro.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!