Gulfstream decide encerrar produção do G550

No Brasil, há 14 jatos G550 registrados juntos ao RAB (Registro Aeronáutico Brasileiro).

Com mais de 600 jatos entregues ao longo de 17 anos, a norte-americana Gulfstream anunciou o fim da produção do G550. A fabricante vendeu nesta quarta (17) o último jato do modelo que estava disponível para compra e deverá entregar para seu cliente no ano que vem.

“O G550 estabeleceu o padrão para aeronaves e indústria subsequentes. Na última década, a Gulfstream solidificou sua reputação de oferecer jatos de alta velocidade e de alto alcance”, disse Mark Burns, presidente da Gulfstream.

Nos últimos anos, a empresa desenvolveu o Gulfstream G600 para ser o substituto do G550. Ambas as aeronaves apresentam as mesmas características de autonomia (6,750 milhas náuticas) e capacidade (podem levar até 19 passageiros, dependendo da configuração interna), a diferença está na tecnologia embarcada.

O G600 é uma aeronave que conta com sistemas de aviônicos modernos e é full fly-by-wire, ou seja, possui um sistema que utiliza a transmissão de dados às superfícies de controle através de cabos ou fios protegidos. Esse sistema permite a transmissão direta, ininterrupta e filtrada do comando do piloto, ou seja, todo comando feito pelo piloto no manche é processado e avaliado pelo computador, para então ser transmitido total ou parcialmente aos ailerons, profundores e demais superfícies.


Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!