Emirates demite comissários e pilotos em massa

Considerada a maior companhia aérea de longo curso do mundo, a Emirates realizou hoje, 9, um grande corte no seu quadro de pilotos e comissários. A medida se fez necessária tendo em vista o grande efetivo da empresa em meio a atual crise enfrentada mundialmente por conta da pandemia.

“Infelizmente, temos que dizer adeus a algumas das pessoas maravilhosas que trabalharam conosco … Onde somos forçados a tomar decisões difíceis, trataremos as pessoas com justiça e respeito”.

Disse a Emirates em um comunicado.

Além de demitir tripulantes recém contratados ou ainda em treinamento, a Emirates se despediu de 600 pilotos de uma só vez, que eram primeiros-oficiais em treinamento para voar o gigante Airbus A380. Além dos pilotos, comissários de bordo também foram demitidos, porém, ainda não se tem uma informação exata de quantos profissionais foram desligados da empresa.

Continua após a publicidade
a380 ek emirates

Demitindo uns e reduzindo o salário de outros

Além das demissões de mais de 600 tripulantes, outros funcionários, principalmente comissários, receberam uma redução salarial de mais de 50%. Funcionários da linha de frente da companhia receberam um corte salarial de 25%, que pode aumentar. Todas as medidas visam reduzir a queima de caixa da empresa, que atualmente está realizando pouquíssimos voos se comparado ao normal.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta