Concorde, o rei dos carnavais carioca

Até o final de década de 90, um dos voos fretados mais aguardados nos carnavais carioca era o do Concorde da Air France. O Brasil foi um dos primeiros destinos operado regularmente pela aeronave supersônica.

Em 21 de janeiro de 1976, decolava de Paris (CDG) com escala em Dacar (DKR) o primeiro voo com destino ao Rio de Janeiro (GIG). Com dois voos semanais operados no Galeão, às quarta-feira e domingos, a aeronave chegava por volta das 16h00 e retornava às 19h40. O voos regulares ocorreram até 31 de março de 1982.

Voar no Concorde era uma experiência única e cara, a aeronave consumia cerca de uma tonelada de combustível por passageiro transportado numa travessia sobre o Oceano Atlântico, o que fazia de suas passagens as mais caras do mercado, chegando a custar mais de R$10 mil reais o trecho.

Mas a recompensa de viajar no apertado jato supersônico, era de voar em uma altitude de 60 mil pés (cerca de 18 km) sendo possível observar a curvatura da terra a bordo da aeronave. O jato poderia chegar a uma incrível velocidade de 2.500 km/h (mais que Mach 2.0, duas vezes a velocidade do som), velocidade também superior a de rotação da terra, que é de aproximadamente 1.666 km/h.

Quando deixou de realizar operações regulares por aqui, o Concorde fez diversos fretamentos pelo Brasil. Nos anos 80, dois Concorde da Air France, passaram por Recife (REC), cumprindo missão em uma comitiva presidencial. As aeronaves também pousaram em São Paulo (GRU) e por cinco vezes o Concorde também passou por Foz do Iguaçu (IGU) trazendo turistas franceses ao Brasil.

No entanto, uma das maiores certezas naquela época, quando ainda não existiam os privilégios de informações que temos hoje graças à internet era ver o Concorde realizando fretamentos durante o réveillon e carnaval carioca. Todas as idas ao Galeão não passaram despercebidas, nenhum outro fretamento chamou mais atenção, cada visita anual do Concorde durante o carnaval, era noticiada nos principais jornais do país.

Para os amantes da aviação, o Concorde era o verdadeiro rei dos carnavais cariocas, pois assim como na Sapucaí, levava multidões ao terraço do Galeão para ver de perto todo o seu esplendor.

Os últimos fretamentos do Concorde para o Brasil, aconteceram no ano de 1998, ano que nos abrilhantou com três  passagens pelo Rio de Janeiro que foram, durante o carnaval (98), durante a Copa do Mundo (98) quando foi fretado pela primeira vez por uma agência de turismo do Brasil e a sua despedida no réveillon carioca daquele ano.


Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!