Azul amplia sua malha em julho e terá voo entre Santos Dumont e Recife com A320neo

A320neo Azul decolando do Rio de Janeiro (SDU)

Após realizar seu voo inaugural com passageiros utilizando o Airbus A320neo no Aeroporto Santos Dumont (SDU), a Azul anunciou o aumento de sua malha, incluindo seu voo mais longo partindo do aeroporto na cidade maravilhosa, tendo Recife (REC) como destino.

O voo ligando o Santos Dumont à Recife será diário e terá início no dia 06 de julho, partindo do Rio às 08h30 com pouso previsto na capital pernambucana às 11h15. Já para o regresso, o voo será noturno, saindo de Recife às 18h30, pousando no Rio às 21h20.

Também em julho, a companhia retoma suas operações em Guarulhos (GRU), Marília (MII) e Maceió (MCZ), no dia 06, João Pessoa (JPA) e Maringá (MGF), no dia 13, e Porto Seguro (BPS), no dia 21 de julho.

“A malha que estamos construindo para julho fortalece a conectividade da Azul para todas as regiões do país, reconectando o Brasil por meio do modal aéreo. Sabemos que o transporte aéreo é essencial e fundamental para contribuir com a retomada da economia e estamos prontos para, junto com as novas medidas de higiene e protocolos sanitários, voar para cada região, garantindo a saúde de nossos Clientes e Tripulantes que precisam se deslocar entre as cidades”

Abhi Shah, vice-presidente de Receitas da Azul

Vinte e três novos mercados devem ser atendidos pela companhia em julho, com destaque para as rotas inéditas na Azul, Santos Dumont-Recife e Santos Dumont-Cuiabá, ampliando para oito o número de cidades servidas a partir do SDU. Em Belo Horizonte, a companhia volta a oferecer ligações diretas para Guarulhos, Recife, Salvador, Brasília, Porto Seguro e Belém, chegando a cerca de 20 voos diários.

Recife, o hub da companhia no Nordeste, terá também voos direto para Teresina, João Pessoa, Maceió, Guarulhos e Confins, fazendo com que o centro de conexões do Nordeste chegue, em média, a 22 decolagens por dia. Já Manaus volta a ser conectado com Belém e Porto Velho, enquanto Cuiabá receberá importantes incrementos para Campo Grande, Guarulhos e Rio.

Campinas terá operações para Porto Seguro, Maringá, Sinop, Chapecó e Marília, além do aumento de capacidade nas decolagens para Bauru. A cidade do interior paulista, que tem operado voos com as aeronaves modelo Cessna C208 Caravan, para nove clientes, passará a receber operações com o ATR 72-600, que comporta até 70 pessoas. Com as adições, o aeroporto campineiro terá 62 voos diários para 33 destinos, reforçando um dos principais diferenciais da Azul: a conectividade.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!