Air Canada Rouge realiza reestruturação em sua frota

A companhia low-cost Air Canada Rouge, subsidiária da Air Canada, anunciou mudanças em sua frota devido ao atual cenário de crise mundial. A principal reestruturação será retirar de operação os 25 Boeing 767-300ER e os 22 Airbus A319 que já se encontram estocados desde o início da pandemia.

A intenção será padronizar a frota com os Airbus A320 e A321 e continuar atendendo, inicialmente de forma reduzida, sua malha doméstica e internacional. Em maio o presidente da Air Canada, Calin Rovinescu, disse: “O trimestre passado foi o primeiro em 27 trimestres consecutivos em que não registramos crescimento de receita operacional ano a ano. Agora, estamos vivendo o período mais sombrio de todos os tempos na história da aviação comercial”.

Continua após a publicidade

O executivo prevê a normalização das receitas apenas em 2023. Até lá, haverá cortes de funcionários e devoluções de aeronaves, reduzindo em cerca de 85% a capacidade de assentos ofertados pela Air Canada e Air Canada Rouge.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta