Aeromexico nega a possibilidade de recuperação judicial

A pandemia atual mudou o cenário da aviação mundial, onde a expressiva e súbita queda de demanda de passageiros afetou as companhias aéreas ao redor do globo. Essa nova realidade, por mais que temporária, afetou consideravelmente o fluxo de caixa das empresas, que viram suas dívidas crescerem exponencialmente nos últimos meses.

Recentemente, surgiram rumores sobre a possibilidade da Aeromexico ser a próxima companhia do continente americano a recorrer a recuperação judicial, diante do “Chapter 11” nos EUA, porém, a empresa descartou quaisquer relatos de que iniciaria um processo de falência. Apesar disso, a companhia ainda está a procura de um financiamento.

Continua após a publicidade

“A Companhia informa que não iniciou, nem tomou a decisão de iniciar, um procedimento de reestruturação nos termos do Capítulo 11 do Código de Falências dos Estados Unidos. No momento, estamos identificando fontes adicionais de financiamento para fortalecer os fluxos de caixa operacionais”

Comunicou a Aeromexico.

Uma das maiores vantagens conseguidas pelas companhias aéreas que buscam apoio na legislação americana é justamente a renegociação dos leasings das aeronaves, que por estarem paradas, representam uma parcela considerável do custo das empresas.

Chapter 11 no Continente Americano

No continente americano, companhias aéreas como Avianca e Latam já pediram recuperação judicial diante do “Chapter 11” do Governo dos Estados Unidos, como forma de reorganizar as dívidas para uma reestruturação maior no futuro, quando a pandemia passar e a demanda alavancar novamente.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta