Virgin aposenta seus Boeings 747 e encerra operações no Aeroporto Gatwick

Últimos posts por Calebe Murilo (exibir todos)

A companhia britânica Virgin Atlantic, que vem enfrentando uma crise que se agravou com a pandemia, decidiu aposentar por completo aviões quadrimotores de sua frota. Os últimos sete Boeings 747-400 estavam estocados em aeroportos do Reino Unido, como Manchester e Heathrow, na Inglaterra, além de Glasgow, na Escócia.

A aposentadoria dos quadrijatos estava prevista para acontecer de forma gradual até o ano de 2021, mas dada a atual situação enfrentada pela Virgin, o fim da era dos 747 na companhia chegou de forma antecipada.

Há alguns dias, devido as dificuldades financeiras enfrentas, os proprietários da empresa decidiram colocá-la à venda, seu fundador Richard Branson chegou a oferecer sua ilha particular Necker Island, no Caribe, como garantia de um possível aporte do governo inglês.

Fechando um de seus hubs

A companhia vem tomando algumas medidas para garantir que suas operações sejam mantidas após a crise causada pela pandemia, com isso, em um comunicado divulgado hoje (5), foi anunciada a redução de 3 mil empregos e o encerramento das operações no Aeroporto Gatwick, localizado ao sul de Londres.

O Gatwick era um dos principais hubs da empresa, aeroportos onde as operações e conexões se concentram.

“Para salvar nosso futuro e criar um negócio sustentável e lucrativo, agora é o momento de novas ações para reduzir custos, preservar dinheiro e proteger o maior número possível de empregos. É crucial voltarmos à lucratividade em 2021. Isso significará tomar medidas para remodelar e redimensionar a Virgin Atlantic de acordo com a demanda”, afirma o CEO da companhia, Shai Weiss.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

One thought on “Virgin aposenta seus Boeings 747 e encerra operações no Aeroporto Gatwick

Deixe uma resposta