Sukhoi KR-860, o projeto do maior avião de passageiros da Rússia

Na década de 90, as maiores indústrias aeronáuticas apresentaram ao mundo o projeto de uma aeronave com grande capacidade no transporte de passageiros, o Superjumbo. No ano de 2000, durante a Paris Air Show, a gigantesca Sukhoi apresentou a resposta russa ao Airbus A380, o exótico Sukhoi KR-860, esta aeronave levou o modelo hub a hub ao extremo.

O Sukhoi KR-860 era projeto de um avião de dois andares (semelhante ao A380). A sigla KR (Kryl’ya Rossii) significa Asas da Rússia e o número 860 referia-se a quantidade de passageiros que poderia transportar. A aeronave estava sendo desenvolvida pela Sukhoi, empresa aeroespacial russa. O KR-860 não chegou a ser construído, porém um modelo em escala 1/24 foi criado para mostrar seu conceito futuro.

O Airbus A380 tem capacidade para transportar pouco mais de 800 passageiros em configuração única, o KR-860 poderia acomodar até 1.000 passageiros com a mesma configuração. O KR-860 teria 3 corredores no piso inferior com fileiras de 12 assentos, e no piso superior seriam dois corredores com fileiras de 9 assentos.

Uma das extravagâncias desta aeronave seria a maneira de acesso ao seu interior. Para ajudar os passageiros a embarcar e desembarcar rapidamente, a aeronave teria três escadas rolantes embutidas em sua fuselagem. Isso mesmo que você acabou de ler! O KR-860 teria escadas rolantes para transportar passageiros do chão rapidamente até o respectivo piso em que seria realizada a viagem.

A aeronave russa teria uma envergadura tão grande que seria necessário dobrar parte de suas asas para facilitar seu acesso as posições de parada dos aeroportos, a aeronave utilizaria o mesmo sistema adotado pelo Boeing 777X, porém um pouco ao extremo. A Sukhoi acreditava que haveria mercado para 300 aeronaves, no entanto a Airbus vendeu apenas 290 unidades do A380 ao longo de todo o seu programa. Um superjumbo russo alegando vender mais que o A380 seria algo altamente irrealista. Outra questão seria aceitação do mercado para este tipo de aeronave, as empresas do ocidente sempre deram preferência por aeronaves de grande porte fabricadas pela Boeing ou Airbus.

Veja as características deste projeto criado pelos russos;

  • Capacidade: 860 até 1000 passageiros
  • Comprimento: 80 m (262 pés 6 pol.)
  • Envergadura: 88 m (288 pés 9 pol.) Com as asas abertas ou 64 m (210 pés) de extensão com asas dobradas
  • Área da asa: 700 m2 (7.500 pés quadrados)
  • Peso máximo de decolagem: 650.000 kg (1.433.005 lb)
  • Motorização: 4 × Turbofan CF6-80E1A4B da General Electric, 320 kN (72.000 lbf) de empuxo cada ou 4 × turbocompressores Pratt & Whitney PW4168A, 305 kN (69.000 lbf) de empuxo cada.
  • Velocidade de cruzeiro: 1.000 km / h (621 mph; 540 km)
  • Alcance: 15.000 km (9.099 milhas náuticas)
  • Embora o acima exposto sugira um mecanismo GE ou Pratt, havia também a possibilidade de usar oito motores Kuznetsov NK-93 (em pares) como a solução mais barata possível.

O programa KR-860 teria um custo aproximado de US$10 bilhões. A Sukhoi chegou a cogitar um joint venture com a China e a Índia, no entanto o governo russo ficou desconfortável em financiar uma aeronave que acabaria sendo pouco útil na Rússia e no mundo, colocando um fim no projeto desta aeronave extravagante.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta