Segundo Boeing 777X realiza voo teste

Últimos posts por Raphael Magalhães (exibir todos)

Mesmo com boa parte da indústria da aviação congelada devido à pandemia, a Boeing dá continuidade ao programa do novo 777X, que passa por uma série ampla de testes tanto em solo quanto no ar para averiguar a real segurança e confiabilidade do projeto.

O total de horas voadas na primeira aeronave, de matrícula N779XW, já soma mais de 100h, permitindo o começo dos testes com engenheiros a bordo para supervisioná-los, ao invés de utilizar apenas informações enviadas eletronicamente para o solo, permitindo testar a aeronave em maiores distâncias e com maior precisão.

Na tarde de ontem (30), o segundo Boeing 777-9 decolou para o seu primeiro voo de testes, pousando em Boeing Field cerca de duas horas e 58 minutos depois, sob o comando do comandante Ted Grady, piloto do projeto do 777X, e do comandante Van Chaney, piloto chefe do 777/777X.

No total, serão quatro aeronaves de testes fabricadas para dar suporte à todas as atividades do programa do 777X. Entretanto, com a pandemia e a redução do ritmo de fabricação dos aviões, não se tem uma previsão de quando as duas últimas aeronaves poderão também iniciar seus voos de teste.

Apesar disso, a previsão de que a primeira aeronave, das mais de 300 encomendadas, seja entregue para uma companhia aérea se dará ainda no ano de 2021, para a alemã Lufthansa.

Para se ter noção do potencial da aeronave, o Boeing 777-9 comportará até 426 passageiros em duas classes, com um alcance de 13.500 km. Em sua versão menor, o 777-8, serão 384 passageiros que poderão voar até 16.100 km sem escalas.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!