Grupo Lufthansa pretende voar 160 aeronaves a partir de junho

O grupo alemão de companhias aéres, que inclui além da própria Lufthansa as companhias Swiss, Brussels e Eurowings, pretende no próximo mês de junho aumentar sua capacidade de transporte. Atualmente, 80 aeronaves estão em operação, um número que será dobrado a partir de 1º de junho, passando a contar com 180 aviões em operação.

Um total de 106 cidades serão atendidas com o aumento gradual da quantidade de voos regulares. O cronograma de voos especiais para repatriação do grupo será encerrado no próximo dia 31 de maio.

Continua após a publicidade

“Sentimos um grande desejo e saudade entre as pessoas de viajarem de novo. Hotéis e restaurantes estão abrindo lentamente e, em alguns casos, visitas a amigos e familiares estão sendo permitidos novamente, com toda a devida cautela. Não é preciso dizer que a segurança e a saúde de nossos hóspedes e funcionários são da mais alta prioridade “, diz Harry Hohmeister , membro do Conselho Executivo do Grupo Lufthansa.

Medidas tomadas para minimizar a crise

Como noticiamos recentemente, os pilotos da companhia aérea alemã, informaram que vão abrir mão de até 45% de seus salários nos próximos dois anos. A ação tem como objetivo preservar suas posições enquanto a aérea luta para sua sobrevivência durante a crise sem precedentes causada pela pandemia.

Além disso, o uso de máscaras obrigatório, aderido no último dia 4, será mantido pela companhia por tempo indeterminado, a fim de evitar a propagação e zelar pela saúde de passageiros e funcionários.

Grupo Lufthansa

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta