GOL estuda com Sindicato Nacional dos Aeronautas novos acordos

Em vídeo direcionado aos Aeronautas da companhia aérea GOL, o presidente do Sindicato Nacional dos Aeronautas (SNA), Ondino Dutra, esclareceu as medidas que vão ser adotadas pela companhia para enfrentamento da crise a partir de julho. Anteriormente, a GOL tinha realizado um acordo com o SNA para preservação do emprego dos tripulantes entre os meses abril e junho, como redução de jornada de trabalho, salário e de outros benefícios garantidos à classe.

GOL prevê um excedente de 250 tripulações para 2021.

Conforme divulgamos aqui no Contato Radar em primeira mão, a GOL na última quarta-feira (13), divulgou o planejamento de frota atualizado. Estão previstas 18 devoluções de aeronaves este ano e outras 30 nos próximos dois anos. A companhia também cortou o recebimento de 47 novos Boeing 737 MAX que seriam entregues entre 2020 e 2022.

Com a preocupação deste cenário, o SNA procurou a GOL para discutir os novos planejamentos para adotarem a partir de julho. Segundo Ondino Drutra, a companhia prevê um excedente de 250 tripulações para 2021 (aproximadamente 1500 tripulantes) e apresentou quatro propostas. Sendo elas: demissão voluntária; licença não remunerada; aposentadoria antecipada voluntária e redução parcial de jornada de trabalho.

O Sindicato estará realizando reuniões com a GOL na próxima segunda-feira (18) para discussão destas propostas apresentadas pela companhia. Nesta sexta-feira (15), o SNA promoverá uma Live em sua rede social para detalhar para os aeronautas as propostas.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!