Azul registra prejuízo no primeiro trimestre do ano

Com anúncio previsto para as próximas horas para os investidores, a Azul registrou prejuízo de R$6,1 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Os resultados financeiros foram impulsionados pela atual crise mundial provocado pela pandemia. Excluindo a variação cambial e marcação a mercado, o prejuízo ajustado ficou em R$ 975,3 milhões.

Nesta quarta-feira (13) a companhia já tinha antecipado o anúncio para postergar a entrega de 59 jatos Embraer E195-E2 que seriam entregues entre 2020 e 2023 para receber a partir de 2024. A Azul também está em constante trabalho de renegociação com os credores e empresas de leasing das suas aeronaves.

No relatório, a Azul afirma que está realizando um Plano de Recuperação, que entre as medidas citadas acima, conta também com redução de despesas na folha de pagamento; negociação com a Airbus, GE, Pratt & Whitney e Rolls Royce (fabricantes dos motores); renegociar a amortização da dívida e discussão com o governo referente as tarifas de pouso e navegação.

Quanto ao seu caixa, a companhia informa que no final do primeiro trimestre deste ano, era de R$3,1 bilhões e que espera entre maio e junho utilizar de R$3 milhões a R$4 milhões por dia do seu caixa e que aguenta suportar a crise por um ano caso necessário.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta