Ayrton Senna: da Fórmula 1 ao caça, um apaixonado pela aviação

Na última sexta-feira, 1º de maio de 2020, completaram-se 26 anos do trágico acidente que colocou fim a brilhante carreira do piloto de Fórmula 1 e tricampeão mundial, Ayrton Senna da Silva. Além da pistas de Fórmula 1, Senna era um grande apaixonado pela aviação e piloto de helicóptero.

Durante toda sua história, Ayrton teve algumas aeronaves particulares, entre helicópteros, turboélices e até um jato! Uma das aeronaves que pertenceu à Senna, um King Air F90, segue operando até hoje, porém não é mais de propriedade da família do piloto.

PT-ASN, a matrícula possui iniciais de “Ayrton Senna” e “Nelson”, que era amigo, instrutor de voo e piloto de Senna.

Confira agora algumas histórias que envolvem o lendário piloto Senna, desde momentos vividos até homenagens na aviação pelo seu legado histórico no automobilismo:

O voo supersônico

No dia 29 de março de 1989, há 31 anos, a convite da Força Aérea Brasileira, o lendário piloto a bordo de seu King Air F90 de matrícula PT-ASN, desembarcava na Base Aérea de Anápolis. Senna foi recebido por militares da Base Aérea, do 1º GDA, Esquadrão Jaguar, onde voou em um caça Mirage III, de matrícula FAB 4904.

A aeronave voou a 36 mil pés de altitude e atingiu velocidade de Mach 1.4, correspondente a 1.728 km/h. Em um rasante, o Mirage III chegou a Mach 0.95 (1.173 km/h).

Um pouco antes do voo supersônico em Anápolis, no ano de 1985, Ayrton Senna também esteve a bordo de uma aeronave F-5 do 1º Grupo de Aviação de Caça.

Homenageado pela Azul: #SennaSempre

No ano em que se completou 20 anos da morte de Ayrton Senna, a Azul Linhas Aéreas, famosa por suas inúmeras pinturas especiais, homenageou o piloto, pintando um capacete em uma de suas aeronaves, o Embraer 195 de matrícula PR-AYU. Além da homenagem no avião, a companhia doou 1 milhão de pontos em seu programa de vantagens ao Instituto Ayrton Senna.

Mirage em homenagem aos 30 anos do “Voo supersônico”

Em abril de 2019, durante uma cerimônia que celebrou os 47 anos da Base Aérea de Anápolis e 40 anos do Esquadrão Jaguar, um Mirage 2000 aposentado, de matrícula FAB 4940 foi apresentado com um esquema especial de pintura nas cores do capacete de Senna.

Além de homenagear Ayrton Senna com a pintura especial no Mirage, a cerimônia celebrou 30 anos do “Voo Supersônico”, do piloto automobilístico em uma aeronave do 1º GDA.

Foto: Sd T. Amorim / FAB

Helisul: #ObrigadoSenna

Em homenagem aos 25 anos da partida de Ayrton Senna, um AS350 Esquilo de matrícula PP-HZB pertencente a Helisul Táxi Aéreo, recebeu em sua fuselagem as cores marcantes do capacete do piloto. A aeronave foi usada nas filmagens do GP de Fórmula 1 no Brasil.

Foto: Sérgio Mendonça Junior.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!