Avianca Equador pode retornar operações domésticas

Com o retorno das operações aéreas autorizadas a partir de 1º de junho, a Avianca Equador voltará aos céus. Em entrevista recente, o diretor da Avianca Equador, Nissim Javiles, falou sobre os desafios da retomada dos voos.

Segundo o executivo, a companhia deve retomar suas operações com 36 voos semanais, conectando com o seu hub em Quito (UIO). Os destinos serão Guayaquil (GYE), Manta (MEC) e Coca (OCC). Para as operações internacionais, ainda não se sabem o retorno. A Avianca Equador conta com uma frota dedicada de dois Airbus A319 e seis A320.

Continua após a publicidade

Para Nissim, a demanda do mercado no país está bastante baixa, e essa quantidade de voos representam menos de 30% da capacidade que a companhia poderia oferecer. Uma passagem entre UIO e GYE a Avianca Equador está oferecendo por US$ 42,00 (aproximadamente R$ 227).

Referente as medidas de seguranças, o executivo comentou como será voar no país. “Temos um plano descrito pelas autoridades, o mesmo que possui processos de controle que começam a partir do momento em que você entra no aeroporto. Somente passageiros que possuem vôos podem entrar, sem acompanhantes. Quem o fizer deve medir a temperatura, os balcões terão proteção acrílica, para que não haja risco de contágio entre o pessoal da companhia aérea e o passageiro. Haverá estações de desinfecção de gel, o embarque será feito com distância social, o processo de desinfecção do avião, tudo o que já está contemplado.”

Recentemente a Avianca Holdings, que controla a filial no Equador, solicitou acesso ao Chapter 11 nos Estados Unidos, equivalente a recuperação judicial no Brasil.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta