Southwest posterga a entrega de Boeing 737 MAX

Uma das principais operadoras do Boeing 737 MAX no mundo, a Southwest postergou a entrega de 59 unidades do Boeing 737 MAX para depois de 2021. Porém impulsionada pela crise econômica atual, a companhia revisou os planejamentos de frota, caso os Boeing 737 MAX voltassem a operar em breve, com a nova recertificação.

Anteriormente, a Southwest possuía um cronograma de entrega de 62 unidades do modelo em 2020 e 45 em 2021, totalizando 107 no período de dois anos. Porém agora, a companhia espera receber apenas 48 exemplares até o final de 2021.

Para Tammy Romo, diretor financeiro da Southwest, a companhia possui uma frota flexível, e que estão trabalhando para decidir quantas aeronaves serão recebidas até o final do ano. A Southwest teve prejuízo de 94 milhões de dólares no primeiro trimestre deste ano, e com a demanda reduzida, fez com que a companhia estocasse 350 dos 708 Boeing 737 NG que possui, sem contar com os 34 737 MAX que foram recebidos anteriormente.

Produção paralisada

A Boeing anunciou que teve prejuízo de 641 milhões de dólares (aprox. R$3.5 bi) no primeiro trimestre deste ano, com uma queda de entregas de novas aeronaves de aproximadamente 66% em relação ao mesmo período do ano passado.

Um dos motivos é a operação suspensa do 737 MAX, que, sem mais espaço para estocar tantos aviões produzidos, teve que paralisar a produção do modelo. Diversas empresas cancelaram pedidos do MAX, como a Avolon, GECAS e GOL. A expectativa era de que o modelo passaria por recertificação com as autoridades aeronáuticas até o meio deste ano, porém com a atual crise mundial, poderá haver mudanças no cronograma.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

One thought on “Southwest posterga a entrega de Boeing 737 MAX

Deixe uma resposta