Sobrevivência do grupo Lufthansa dependerá de ajuda do governo

O grupo Lufthansa, composto pelas companhias Austrian, Brussels, Eurowings, Lufthansa e Swiss pode depender de auxílio estatal para sobreviver a atual crise.

Recentemente, o grupo publicou seus resultados preliminares para o primeiro trimestre de 2020, que mostram uma queda drástica nas receitas das companhias aéreas. Com isso, o grupo não espera conseguir cobrir suas despesas e está buscando ajuda dos governos dos países de origem de suas companhias aéreas.

Continua após a publicidade

De acordo com números divulgados pelo grupo, no primeiro trimestre de 2020 houve queda na receita de 18%, para 6,4 bilhões de euros, ao invés de 7,8 bilhões do ano anterior. Somente no mês de março as receitas cairam 47%, o equivalente a 1,4 bilhão de euros.

É ressaltado ainda, que o grupo possui passivos de bilhões de euros. Isso se deve a contas a pagar e a reembolsos de bilhetes cancelados, além de pagamentos futuros de passivos financeiros.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta