Ryanair não adotará medidas de distanciamento em seus voos

Em meio a atual crise mundial, recentemente um dos principais executivos da companhia européia de baixo custo Ryanair afirmou que a empresa não adotará medidas de distanciamento social em seus voos.

Michael O’Leary afirma que a companhia aérea não retornará as operações se for obrigada a deixar o assento do meio vazio. De acordo com O’Leary, a medida não condiz com o modelo operacional da companhia, que foca em maior ocupação a preços mais baixos. 

Essa é uma idéia que ganhou ampla repercussão recentemente e vem sendo adotada por diversas companhias em seus voos. Nos Estados Unidos American Airlines e Delta adotaram a medida, já na Europa, ao contrário da Ryanair, a low-cost Easyjet também adotorá.

“Não podemos ganhar dinheiro com 66% de ocupação nos voos. Mesmo se você fizer isso, o assento do meio não oferece nenhum distanciamento social, por isso é uma ideia idiota”, afirmou Michael.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta