Governo alemão concede aporte milionário à Condor

A companhia alemã Condor, que vinha enfrentando dificuldades financeiras principalmente após o fechamento do Thomas Cook Group, no ano passado, conseguiu um aporte de 550 milhões de euros, o equivalente a mais de três bilhões de reais. Os reguladores da Comissão Européia aprovam um empréstimo, que será garantido pelo estado.

A Condor havia sido adquirida em janeiro deste ano pelo grupo Polish Aviation, que administra a companhia LOT, porém, no início de abril, o grupo polonês voltou atrás e desistiu da negociação. A compra seria finalizada ainda neste mês.

O aporte concedido, permitirá à companhia continuar voando, além disso, a Condor afirmou ter solicitado a garantia para evitar “gargalos de liquidez” causados ​​pelo imenso impacto da pandemia no tráfego aéreo e para reembolsar o empréstimo existente, apesar da retirada do novo proprietário PGL (Polish Aviation Group). A companhia reitera que as operações estão protegidas.

Em um passado não tão distante, a Condor chegou operar no Brasil, com voos regulares para as cidades de Fortaleza, Recife, Rio de Janeiro e -Salvador, com o Boeing 767-300ER.

“Como uma empresa operacionalmente saudável e lucrativa, a Condor enfrentou problemas pela segunda vez em quase meio ano sem culpa própria – uma vez por Thomas Cook e depois pelos efeitos da pandemia”, disse Ralf Teckentrup, CEO da Condor, em um comunicado divulgado pela companhia.

A companhia emprega cerca de 4900 funcionários e possui uma frota de 51 aeronaves, sendo 10 aeronaves Airbus A320, 10 Airbus A321, 15 Boeings 757-300 e 16 Boeings 767-300ER.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!