GOL poderá reduzir sua frota devido a crise do Covid-19

Segundo o portal internacional Reuters, a GOL poderá reduzir sua frota devido a crise provocada pelo Covid-19. A expectativa, é a redução de aproximadamente 30 aeronaves Boeing 737 NG, sendo que a companhia opera hoje com uma frota de 121 unidades do modelo, e outras sete unidades do Boeing 737 MAX 8 paradas em Confins (CNF).

A drástica redução viria através da não renovação de contratos de leasing. Segundo o site Plane Spotters, a GOL tem 29 aeronaves entregues próximos a completar 12 anos de operação, o que seria a média de um contrato de leasing de aeronaves da categoria. Outros 11 jatos estão sob contrato de curto tempo de duração, que vieram à frota da companhia para cobrir a ausência dos Boeing 737 MAX que estão parados.

“Conforme a situação se colocar, basta deixarmos os contratos vencerem. Conseguimos reduzir 25% da frota sem esforço, para um total de 100 aviões. Quer dizer, a nova realidade já está contratada pela Gol”, disse Richard Lark, vice-presidente financeiro da GOL para o Valor Econômico.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta