Copa Airlines deve cancelar 88% dos seus voos programados para Junho

Após anunciar retomada dos voos para o mês de Junho, a companhia panamenha Copa Airlines, que está sem operar comercialmente desde o dia 22 de março, deve voltar ao mercado no dia primeiro de Junho operando apenas 12% da sua malha de voos. Além disso, ressaltou que pode não ter liquidez suficiente para sobreviver à crise.

A Copa possui apenas uma rota doméstica no Panamá enquanto voava para quase todos os outros países das Américas antes da pandemia. Mas, quando as fronteiras da região começaram a fechar, a aérea permaneceu sem países para se conectar. No Brasil, a panamenha atende as cidades de Belo Horizonte, Brasília, Manaus, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, São Paulo e Salvador.

Em Março, com o início da disseminação do vírus, a companhia teve 43,4% de queda em receitas por passageiro por milha (RPM), assim como uma redução de 35,7% de assentos disponíveis por milha (ASM). Já o Load Factor, este define a porcentagem de assentos ocupados por passageiros pagantes nos voos, alcançou os 73,4%. Para Abril, estes números serão significativamente baixos, visto que a companhia está operando apenas voos cargueiros e repatriações.

“Mesmo depois de iniciar nossas iniciativas de economia de dinheiro, é possível que não tenhamos liquidez suficiente para operar nossos negócios.” afirmou Pedro Heilbron, CEO da Copa Airlines.

A ICAO (Organização da Aviação Civil Internacional) por sua vez, disse que os governos da região devem cooperar com suas companhias aéreas para obterem uma recuperação pós-pandemia bem sucedida. 

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta