Air New Zealand planeja demitir todos os comissários do Boeing 777

Companhia aérea de bandeira da Nova Zelândia, protagonista por pintar diversos aviões com pinturas especiais, inclusive os chamados “All blacks”, a Air New Zealand prepara para demitir todos os seus tripulantes de cabine (comissários de bordo) do Boeing 777, e também uma quantidade de tripulantes que voam o Boeing 787 Dreamliner.

Ao todo, a Air New Zealand, conta com uma frota de 113 aeronaves, sendo 34 da família Airbus A320; 27 ATR 72; 15 Boeing 777 (versões 200 e 300) e 14 Boeing 787-9 Dreamliner. São esperados o corte de todos os comissários de voo do Boeing 777, pois segundo a companhia, não pretende contar com os voos do jato até pelo menos abril de 2021. Para o Boeing 787 Dreamliner, dos 514 comissários de voo, devem ser reduzidos para 443.

Atualmente a companhia está utilizando sua frota de Boeing 777 para realização de voos exclusivamente cargueiros, o que não dependeria destes tripulantes. Também foram realizados, alguns voos de repatriação, porém não são esperados mais voos do tipo com o equipamento.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta