LATAM reduz em até 90% de seus voos internacionais

O Grupo LATAM, maior grupo de companhias aéreas da América Latina, tomará medidas drásticas nos próximos dias em relação a sua malha aérea. Visando proteger o emprego de mais de seus 43 mil funcionários, o grupo pretende reduzir em até 90% dos voos internacionais e pelo menos 40% dos voos domésticos.

“Tomamos essa decisão complexa devido à impossibilidade de voar para grande parte de nossos destinos devido ao fechamento de fronteiras. Se as restrições de viagens sem precedentes forem estendidas nos próximos dias, não descartamos sermos forçados a reduzir ainda mais nossas operações ”, disse Roberto Alvo, atual vice-presidente de negócios e próximo CEO.

Além do recente anúncio da Argentina do fechamento de suas fronteiras para estrangeiros, o Chile e o Peru serão os próximos países a realizar tal medida. Países que são responsáveis por dois dos três principais hubs do grupo: Santiago do Chile (SCL) e Lima (LIM).

“Estamos trabalhando para garantir a sustentabilidade a longo prazo do Grupo e proteger os empregos dos 43 mil funcionários da LATAM. No entanto, a escala e a imprevisibilidade dessa crise dificultam a antecipação de resultados. É por isso que vamos exigir o apoio dos governos para superar a maior crise da história nos setores de turismo e aviação civil”, acrescentou Alvo.

O Grupo LATAM vem solicitando que somente os clientes que possuem reservas com menos de 72h do voo façam o contato via seus canais de atendimento, para não sobrecarregar e priorizar os clientes prejudicados que estão próximos de suas viagens.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta