Grupo Air France-KLM toma medidas devido a crise do Covid-19

O Grupo Air France-KLM vai tomar nos próximos dias, algumas medidas devido a crise provacada pelo novo coronavírus Covid-19. Com as restrições de vários países sobre a movimentação de viajantes procedentes da França, Holanda e vários países europeus, o Grupo sinalizou uma queda considerável de tráfego e nas vendas nas últimas semanas, resultando uma queda de demanda nos próximos meses.

Com isso, o Grupo Air France-KLM vai reduzir de 70% a 90% de assento/quilômetro disponível (ASK), sendo um dos grupos que mais reduzirá suas operações em todo o mundo. Com este resultado, toda a sua frota de Boeing 747 e Airbus A380 será paralisada. Outras medidas adotadas pelo Grupo:

Medidas adicionais de economia foram identificadas, o que gerará € 200 milhões em 2020;
• Uma análise inicial do plano de investimentos reduziu o plano de investimentos em € 350 milhões, ao qual será adicionado o impacto do declínio da atividade no valor dos investimentos em manutenção;
• A Air France e a KLM consultarão seus representantes de funcionários sobre medidas para levar em conta o impacto do declínio esperado da atividade, incluindo um projeto para implementar a atividade parcial de trabalho;
• Na semana passada, o Grupo Air France-KLM desenhou uma linha de crédito rotativo no valor total de € 1,1 bilhão e a KLM desenhou uma linha de crédito rotativo no valor total de € 665 milhões. Em 12 de março, o Grupo e suas subsidiárias tinham mais de € 6 bilhões em caixa e equivalentes.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta