Européias cortam ofertas de voos devido o Covid-19

Os impactos da crise na aviação mundial por causa do novo coronavírus Covid-19 nunca foi vista antes em sua história. A crise é global e generalizada em todos os países.

Nesta segunda-feira (16) três companhias aéreas européias também sinalizaram reduções em suas operações, além do Grupo Air France-KLM: Norwegian, Ryanair e Virgin Atlantic.

A Ryanair, maior companhia aérea low-cost da Europa, deixará maior parte de sua frota sem voar entre os próximos 7 a 10 dias, e não descarta parar completamente sua frota.

Outra low cost da Europa, a Norwegian, prevê um corte de 85% de sua operação e poderá decretar licença não remunerada para 90% do seu quadro de funcionários, cerca de 7.300.

Já a Virgin Atlantic também vai suspender 85% dos seus voos, porém ainda não definiu os planos de demissões e/ou licença não remunerada para seus funcionários. Os voos vão ser reduzidos gradualmente a partir desta terça-feira (17) até o próximo dia 26. A Virgin vem apelando no governo britânico para liberar uma verba entre 6 a 9 bilhões de dólares para ajudar as companhias aéreas do país.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta