Em crise com 737 Max, receita da Boeing despenca quase 40% no 4T19

A Boeing registru um prejuízo líquido de US$ 1,01 bilhão no quarto e último trimestre de 2019, equivalente a US$ 1,79 por ação, revertendo lucro de US$ 3,4 bilhões contabilizados no mesmo período do ano passado. A receita da fabricante norte-americana sofreu queda anual de 37% no último trimestre e o fluxo de caixa ficou negativo em US$ 2,67 bilhões. 
A empresa também anunciou que incluiu em suas contas de despesas adicionais cerca de US$ 9,2 bilhões de dólares devido à crise do 737 Max, impedido de voar desde março, após dois acidentes fatais que levaram a suspender temporariamente a produção e as entregas deste modelo. 

“Reconhecemos que temos muito trabalho a fazer“, disse o presidente e CEO da Boeing, David Calhoun. “Estamos focados em devolver o 737 Max ao serviço com segurança e restaurar a confiança de longa data que a marca Boeing representa com o público voador. Estamos comprometidos com a transparência e a excelência em tudo o que fazemos. A segurança garantirá todas as decisões, ações e felizmente, a força de nosso portfólio geral de negócios da Boeing fornece a liquidez financeira para seguir um processo de recuperação completo e disciplinado.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!