Primeiras rotas do A321neo da Azul conectarão os principais hubs da companhia

Empresa deve começar a operar a aeronave nos próximos meses.

Em almoço com jornalistas hoje (16) em Brasília, o CEO da Azul, John Rodgerson, afirmou que a companhia já tem em seus planos as principais rotas dos seus A321neo, que devem chegar no fim desse ano.

De acordo com o executivo, a ideia da companhia num primeiro momento é usar o A321 para conectar os hubs da companhia (Campinas, Confins e Recife), de modo a fortalecer a conectividade entre os centros de conexão.

Sendo a maior aeronave doméstica da companhia e tendo um custo estimado 7% inferior ao dos A320neo, a adição de oferta nessas rotas terá um efeito multiplicador, fortalecendo todo o resto da malha.

Rodgerson afirmou que a primeira rota operada pela aeronave será Campinas-Recife, possivelmente entre dezembro e o início de 2020, quando deve chegar a primeira unidade do avião.

A seguir, com a entrega de seis A321neo esperados para 2020, a empresa irá adicionando frequências conectando os seus hubs.

Ainda, John Rodgerson afirmou que o break-even point (ponto a partir do qual há lucro) da aeronave na companhia está estimado em 170 assentos ocupados, tendo o A321neo da Azul capacidade para 220 passageiros.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta