Boeing e Air New Zealand finalizam pedido de oito jatos 787-10 Dreamliner

Últimos posts por Gabriel Araújo (exibir todos)

O acordo segue o anúncio inicial da companhia aérea em maio, onde afirmou que iria explorar contratos com a Boeing e a GE Aviation.

A Boeing e a Air New Zealand firmaram um contrato para oito Boeing 787-10 Dreamliner, incluindo uma opção para aumentar o número de aeronaves de oito para 20 e possibilidade de trocar o pedido do 787-10 para o 787-9. A aérea neozelandesa foi a companhia que lançou o 787-9 no mercado e hoje opera 13 aeronaves do modelo. Com outros 787-9 a caminho e os aviões 787-10 no futuro, a frota Dreamliner da companhia está crescendo para 22. O 787-10 substituirá os oito B777-200ER da frota.

Christopher Luxon, CEO da Air New Zealand, destaca: “Esta é uma decisão fundamental para nossos negócios e clientes, pois cumprimos nosso compromisso de expandir nossos negócios de maneira sustentável. Com o 787-10 oferecendo cerca de 15% mais espaço para os clientes e para a carga em relação ao 787-9, esse investimento cria a plataforma para nossa futura direção estratégica e abre novas oportunidades de crescimento.”

cloud and sky
Foto: Boeing

 

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta