Confira como ficou o leilão dos ativos da Avianca Brasil

Apesar de decisão do STJ, Avianca Brasil seguiu o ritmo e realizou o leilão.

Na última semana, o Surpremo Tribunal de Justiça (STJ), determinou que a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) faça a redistribuição dos slots que pertenciam à Avianca Brasil, apesar do pedido da companhia ao STJ de impossibilitar a ação. Mesmo com o pedido negado, a Avianca Brasil resolveu continuar mantendo a data para o leilão dos ativos nesta quarta-feira (10), que seria composto pelos slots.

Apenas as companhias aéreas GOL e LATAM participaram do leilão, que foi composto por sete Unidades Produtivas Independentes (UPIs). A Azul, que havia demonstrado interesse em participar, não marcou presença.

A319 A320 Avianca Brasil Star Alliance
Os slots do aeroporto de Congonhas (CGH) eram os mais desejados pelas companhias Azul, GOL e LATAM.

As UPIs foram arrematadas da seguinte forma:

  • UPI A: Arrematada pela GOL no valor de 70 milhões de dólares;
  • UPI B: Arrematada pela LATAM no valor de 70 milhões de dólares;
  • UPI C: Arrematada pela LATAM no valor de 10 milhões de dólares;
  • UPI D: Arrematada pela GOL no valor de 10 milhões de dólares;
  • UPI E: Arrematada pela GOL no valor de 7,3 milhões de dólares;
  • UPI F: Não houve lances;
  • UPI Programa Amigo: Não houve lances.

A LATAM registrou durante o leilão, que os pagamentos estarão sujeitos as condições de manutenção dos ativos, previsto em edital. O leilão foi encerrado às 15h44, e espera-se nos próximos dias algum comunicado da Avianca Brasil em relação aos ativos.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta