Grupo IAG firma acordo para a compra de 200 737 MAX e encomenda 14 A321XLR

IAG reitera confiança no Boeing 737 MAX.

O Grupo International Airlines – IAG controlador da Aer Lingus, British Airways, Iberia, Vueling e LEVEL, pretende adquirir jatos da família 737 MAX. Boeing e IAG assinaram uma Carta de Intenção (LOI) para a aquisição de 200 aeronaves 737 MAX. O acordo com preços de tabela é avaliado em mais de US$ 24 bilhões.

Segundo o IAG, será utilizada uma combinação do 737 MAX 8 e 737 MAX 10. A versão MAX 8 será configurada para 178 passageiros em duas classes, já o MAX 10 poderá acomodar 230 passageiros. A divisão específica dos modelos entre as aéreas do grupo não foi divulgada, embora preveja a implantação da aeronave na Vueling e a LEVEL.

Boeing 737 MAX
Foto: Boeing

Com o acordo, a controladora da British Airways e Iberia, sinaliza total confiança no programa 737 MAX e produtos da Boeing. Este é o primeiro negócio envolvendo o 737 MAX após a paralisação das operações com o modelo.

“Estamos muito satisfeitos em assinar esta carta de intenções com a Boeing e estamos certos de que essas aeronaves serão um ótimo complemento para a frota de curta distância da IAG”, disse Willie Walsh, executivo-chefe do IAG.

“Temos toda a confiança na Boeing e esperamos que a aeronave retorne com sucesso ao serviço nos próximos meses, depois de receber aprovação dos reguladores”, complementa o executivo.

AIRBUS A321XLR

O IAG também fechou a encomenda de 14 aeronaves A321XLR, nova versão de longo alance do A321neo lançada ontem pela Airbus. Oito deles serão destinados a Iberia, enquanto a irlandensa Aer Lingus receberá os outros seis.

A aeronave permitirá à Aer Lingus lançar novas rotas além da costa leste dos EUA e do Canadá. Para a Iberia,  o A321XLR permitirá operar novos destinos transatlânticos e aumentar as frequências nos principais mercados.

 

 

 

 

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta