Justiça do Chile veta acordo da LATAM com American e IAG

Decisão chega dois anos depois da formação da joint venture.

A Suprema Corte do Chile decidiu ontem (23) revogar o acordo comercial proposto entre o Grupo LATAM, American Airlines e a International Airlines Group (IAG) holding que controla a British Airways e Iberia.

Continua após a publicidade

A deliberação contrária a aliança vem dois anos depois da formação da joint venture. A parceria entre as companhias membros da aliança Oneworld reduziria custos através de sinergias, e fortaleceria a presença nos mercados da América do Sul, Central e Norte; e Europa.

Boeing 787-9 LATAM São Paulo GRU Guarulhos

O Tribunal de Defesa da Livre Concorrência do Chile (TDLC) aprovou em novembro o acordo, mas com ressalvas. Na decisão o tribunal exigiu que a LATAM assegura-se a capacidade nas rotas sem escalas de Santiago para Miami e Madri, e maior oferta nos voos para a América do Norte e Europa.

A JV formada por LATAM, American e IAG, já recebeu aprovação no Brasil através do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), e dos órgãos reguladores da Colômbia, e Uruguai.

A decisão da Justiça chilena deve gerar impactos no acordo recém firmado pela United, Copa e Avianca.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta