Air New Zealand realiza encomenda de oito Boeing 787-10 Dreamliner

Maior versão do Dreamliner substituirá Boeing 777-200ER.

A Air New Zealand realizou a encomenda de oito Boeing 787-10 Dreamliner, no valor de U$ 2,7 bilhões. A companhia aérea selecionou os motores GEnx-1B da General Electric para alimentar as novas aeronaves.

De acordo com a aérea, a primeira aeronave está programada para se juntar à frota em 2022, complementando os 13 787-9 que a Air New Zealand opera atualmente.

IMG_3602

O compromisso da companhia de comprar oito 787-10 inclui opções para aumentar o pedido de até 20 aeronaves, bem como direitos de substituição gratuitos que permitiriam à transportadora trocar entre 787-9 e 787-10 quando necessário.

“Esta é uma decisão extremamente importante para a nossa companhia aérea”, disse o CEO da Air New Zealand, Christopher Luxon.

“Com o 787-10 oferecendo quase 15% a mais de espaço para clientes e carga do que o 787-9, esse investimento cria a plataforma para nossa direção estratégica futura e abre novas oportunidades para crescer”, acrescentou.

https://twitter.com/FlyAirNZ/status/1132777013058580480

A Air New Zealand afirma que o 787-10 proporcionará economias de até 25% no consumo de combustível e nas emissões de carbono.

Os novos Boeing 787-10 Dreamliner substituirão, efetivamente, os aviões 777-200 (ER) da transportadora, que devem ser completamente desativados até 2025, cerca de três anos depois que os novos 787 começarem a entrar na frota.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta

error: Conteúdo protegido pelo Contato Radar!