Com redução no ICMS do querosene companhias aéreas já criaram 400 novos voos no estado de SP

Companhias viabilizam mais de 80% do total de 490 novos voos previstos.

As companhias aéreas já anunciaram 401 novos voos a partir do estado de São Paulo, após o acordo do plano de incentivo do governo do estadual, que reduz a alíquota do ICMS do querosene (QAV) de 25% para 12%. A votação da medida deve ocorrer nos próximos dias, caso aprovada, a redução passa a valer em junho.

Continua após a publicidade

Azul, GOL, LATAM e Passaredo já viabilizaram 81% do total de 490 voos, previstos até o final do ano pelo Governo de São Paulo. Ao todo são 416 novas frequências para 21 destinos interestaduais e 74 voos regionais no estado. O objetivo de seis novos destinos na malha aérea estadual foi atendida pela empresas. As cidades de Araraquara, Barretos, Franca, Guarujá, São Carlos e Votuporanga passam a contar com voos comerciais regulares.

05E68DD4-4ECB-42FD-B0DA-88E469A88100-526-00000026526E42FD

A primeira a divulgar novos voos foi a GOL, no dia 28 de março, com 61 novas operações e duas novas bases no interior do estado: Barretos e Franca. No mês seguinte, em 11 de abril, a LATAM lançou 78 frequências, a maioria a partir do seu principal hub no aeroporto de Guarulhos.

Na última quinta-feira, 18 de abril, a Azul anunciou 200 novos voos, o retorno de Araraquara em sua malha e a adição da 105ª base da companhia em Guarujá, na Baixada Santista. Na terça-feira, dia 22 de abril, a Passaredo, com sede em Ribeirão Preto, lançou 62 voos, dois deles para novos destinos: Votuporanga e São Carlos.

Guarujá
Aeroporto de Guarujá voltará a contar com voos comerciais após quatro décadas.

“Nós estamos completando hoje o lançamento de 401 novos voos a partir do Estado de São Paulo, antecipando 81% da meta acordada após a redução do ICMS sobre o combustível dos aviões, para mostrar que é possível fazer a aviação crescer a partir de uma decisão que contribui com o desenvolvimento econômico não só de São Paulo, mas de todo o país”, afirmou o presidente da ABEAR, Eduardo Sanovicz.

Além do incentivo fiscal, o governo aposta no programa ‘Stop Over’, estimulando o turismo em São Paulo. Passageiros em conexão poderão ficar até três dias na cidade sem custo adicional.

1984E5F3-7D64-48DF-B0BC-639506871E9F-243-00000025E8E4B0BB
GOL anunciou voos para Franca.

“Nós estamos apostando num círculo virtuoso: reduzir o tributo e com isso gerar mais receita pela atividade econômica. Não temos nenhuma dúvida de que isso vai acontecer”, afirmou o vice-governador de São Paulo, Rodrigo Garcia

A redução do ICMS significa uma perda de R$ 200 milhões aos cofres públicos, que será superada com aumento no fluxo turístico e o abastecimento de mais aviões no estado com as novas rotas. Segundo dados da ABEAR, São Paulo deve ganhar R$ 111 milhões a mais por ano com as nova medidas.

 

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta