Lucro da Ryanair cai 7% no primeiro semestre

Greves e aumento no custo do combustível impactaram no resultado.

A Ryanair divulgou hoje (22), os resultados do primeiro semestre do ano. A empresa registrou lucro de € 1,20 bilhões, queda de 7% comparado ao mesmo período do ano anterior. Nos resultados, a Ryanair excluiu as despesas gastas na Laudamotion.

Continua após a publicidade

As tarifas médias caíram 3% devido ao excesso de oferta na Europa, com repetidas greves nos centros de controle do espaço aéreo europeu, o que afetou no cancelamento de tarifas mais altas nos voos de fim de semana. Os custos mais elevados de combustível e pessoal compensaram o forte crescimento das receitas auxiliares.

F63AB48B-5683-42DC-9AD9-7B6D467114DB-201-0000000C77F9084B
Foram entregues no primeiro semestre 25 novos Boeing 737.

“Como recentemente orientado, as tarifas médias do primeiro semestre caíram 3%. Enquanto as receitas tiveram um forte desempenho, com um aumento de 27%, estas foram compensadas por maiores custos de combustível, pessoal e EU261. Nosso tráfego, que foi repetidamente impactado pelo pior verão de interrupções nos ATC, cresceu 6% com um load factor inalterado de 96%”, disse Michael O’Leary, CEO da Ryanair.

A Ryanair transportou no semestre 76.6 milhões de passageiros, 6% a mais comparado ao mesmo período do ano anterior. O preço médio do bilhete teve queda de 3%, abaixo de €46.

Compartilhe nas redes sociais

Acesse o Fórum Contato Radar para mais informações sobre a aviação no Brasil e no mundo clicando aqui!

Deixe uma resposta